Gibiteca de Campo Grande

Vamos fazer de Campo Grande

uma cidade de leitores!

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Informação!
Em qual terminal você já retirou livros?
General Osório
Bandeirantes
Julio de Castilho
Aero Rancho
Morenão
Guaicurus
Nova Bahia
Ver Resultados

Rating: 2.8/5 (14920 votos)

ONLINE
1





Partilhe esta Página




Como Nasceu o Zé Carioca?


Como Nasceu o Zé Carioca?

{texto}
IMAGINE UMA pessoa que não gosta de trabalhar, que adora contar vantagens, que tudo o que quer da vida é um bom sambinha e um bom jogo e futebol. E imagine também que, assim mesmo, ela é adorada por milhões de pessoas em todo o mundo. Pronto! Você já conseguiu imaginar o Zé Carioca!


Capa da revista "O Pato Donald" nº1, de julho de 1950, onde o Zé Carioca já aparecia. Com esta publicação começou a Editora Abril

Os primeiros esboços do Zé Carioca foram criados em 1942. É que ele deveria atuar junto com o Pato Donald num filme sobre a América Latina, que fazia parte da "política de boa vizinhança" desenvolvida pelos Estados Unidos durante a guerra.
Esse filme foi lançado em 1943 e chamava-se Saludos Amigos (Alô Amigos) e o Zé Carioca aparecia no trecho sobre o Brasil, servindo de cicerone ao Donald. E fez logo um enorme sucesso! Tanto que, já em 1945, ele apareceu em outro filme: The Three Caballeros, que no Brasil teve o titulo de Você já foi à Bahia?
Desde essa época também, ele aparece nas revistas em quadrinhos de Walt Disney. O que o Zé Carioca gosta mesmo de fazer é jogar futebol. Para isso, não há tempo, nem compromissos. E tanto faz que seja calçado, isto é, de chuteiras, ou descalço, ou que a bola seja de couro, ou de meia, pois o Zé não se incomoda nem mesmo com a posição em que vai jogar: ataque, meio campo, defesa... de goleiro a ponta-esquerda, ele joga em todas elas!
Claro que para isso o Zé Carioca precisa estar sempre em forma. E ele se prepara fazendo todos os dias um tipo de corrida que ele mesmo inventou: os "dez mil metros com credores atrás". E nunca faltam credores para manter o Zé Carioca em forma!
Outra grande fraqueza do Zé chama-se Rosinha. É a sua namorada e por ela o Zé chegou até a (argh!) trabalhar. Além da Rosinha ele tem um companheiro inseparável o Nestor. Eles estão sem juntos nas aventuras, ou melhor, nas complicações em que se metem.
Preguiçoso, folgado, por muito simpático, o Zé Carioca vem aparecendo nas publicações da Editora Abril desde Nº l da revista O Pato Donald, de julho de 1950. Ele foi a capa dessa edição junto com o Donald. Sua primeira história entretanto só foi publicada em fevereiro de 1951, também na revista O Pato Donald chamava-se Zé Carioca, Rei do Carnaval.


Piada de Sérgio Cáfaro Furlani (Pardal), um dos bons desenhistas Disney dos estúdios da Editora Abril.

Cenas da história em quadrinhos Zé Carioca, Rei do Carnaval.
Foi a primeira história do Zé publicada pela Editora Abril.